Superesportes

Michael Schumacher deixou testamento de US$ 1 bilhão em 2010

Lancepress

Publicação: 14/01/2014 13:55

Hospitalizado desde o fim do ano passado, quando sofreu um acidente enquanto esquiava nos alpes franceses, o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher escreveu um testamento de US$ 1 bilhão em 2010. O documento elaborado pelo alemão dividiria o seu patrimônio entre os três outros membros de sua família. As informações foram divulgadas pelo jornal argentino "Olé".
[FOTO1]
O testamento teria sido assinado por Schumacher no ano de 2010, quando o heptacampeão da F-1 retornou à categoria após três anos afastado. No documento, ele divide a fortuna entre Corinna, que é sua esposa, sua filha Gina-Maria (16 anos) e seu filho Mick (14).

Vale lembrar que Schumacher sofreu um traumatismo craniano no dia 29 de dezembro após uma queda que o fez bater a cabeça enquanto esquiava em uma pista não demarcada, nos alpes franceses. O heptacampeão mundial de F-1 já foi submetido a duas cirugias para o dreno de hematomas cerebrais e a redução da pressão intracraniana desde então.

O último boletim médico divulgado pela equipe que trata de Schumacher foi no dia 6 de janeiro, quando relataram que o estado dele é crítico, porém, estável.
Compartilhe
| Mais

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.