política

PROPOSTAS » Castelo anuncia espaço para esporte e cultura no coroado

Publicação: 19/09/2012 21:16

O bairro do Coroado vai ganhar uma Praça de Esportes e Cultura na área em torno do canal construído pela Prefeitura de São Luís. O espaço de oito mil metros quadrados terá um ginásio poliesportivo, anfiteatro, auditório, biblioteca, play ground, salas para oficinas profissionalizantes e um Centro de Assistência e Referência Social - CRA. O contrato para a ordem de serviço deve ser assinado em, no máximo, uma semana.

O anúncio foi feito pelo prefeito João Castelo, candidato à reeleição, durante encontro com lideranças comunitárias do Coroado, Coroadinho, Redenção, Filipinho, Barés, Quinta do Machado, Túnel do Sacavém, Outeiro da Cruz, Sacavém e Coheb do Sacavém, no Centro Desportivo e Cultural do Coroado. O projeto, orçado em 3,8 milhões, é uma parceria com o governo Federal e visa integrar num mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio-assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social.

A nova praça será mais um instrumento no sentido de resgatar a cidadania e auto-estima dos moradores da região, que há décadas viviam em estado de calamidade provocado pelos constantes alagamentos no período de chuvas. Quem viveu dias de sofrimento com tamanho transtorno diz acreditar que agora isso é coisa do passado. É o caso do funcionário público Valdeci Rosário Baima da Silva, 50 anos, que mora há 32 anos na rua Magnetita. "Isso aqui virava um verdadeiro rio quando chovia, só podia passar de canoa, cheguei a capturar três jacarés", revelou.

Castelo teve dificuldades para chegar até o pequeno tablado montado na quadra esportiva onde as lideranças o aguardavam, por causa do assédio das crianças que correram para abraçá-lo. "Esse carinho das crianças me deixa muito feliz e me dá forças para continuar lutando para melhorar a qualidade de vida do povo", disse, cercado pelos menores.

Em uma conversa descontraída com os moradores, Castelo voltou a afirmar que a prioridade de sua administração sempre foi o povo. "Tudo que faço é visando o social, para melhorar a vida das pessoas", disse. E pediu apoio para que possa concluir as grandes obras que tem para São Luís, como o Corredor de Transporte Urbano e o Hospital Central de Urgência.

A professora Maria Dalvina Olímpio da Silva, 57 anos, faltou à reunião do conselho da comunidade católica da Igreja de São Luis Gonzaga, no Túnel do Sacavém, onde mora, para ouvir as propostas do seu candidato a prefeito. Convicta de ter feito a escolha certa foi didática: "A casa está preparada e agora fica mais fácil para tocar as obras que estão sendo feitas", ensinou.
Compartilhe
| Mais

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.