URBANO

Balneabilidade » Araçagi está entre as praias poluídas
Relatório aponta que poluição chegou até mesmo à praia do Araçagi que sempre apontada pela população como uma das mais apropriadas para o banho

Publicação: 07/01/2010 07:42

Daniel Fernandes

Veja a balneabilidade das praias. (Departamento de Arte)
Veja a balneabilidade das praias.
Há anos se sabe que parte das praias de São Luis estão poluídas e impróprias para o banho. Agora está tecnicamente confirmado que até a praia do Araçagi, famosa pela águas limpas, foi considerada imprópria. Um estudo realizado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) mapeou a orla da capital em busca dos níveis de poluição e constatou que os pontos mais freqüentados por banhistas estão poluídos. A Secretaria ainda realizará novas análises em amostras para divulgar um resultado decisivo. No entanto, com três baterias de análises concluídas, já é possível saber a situação da água do mar em diversos trechos.

No estudo, a praia da Ponta d’Areia foi vistoriada em seis pontos, sendo quatro impróprios. A praia de São Marcos em cinco pontos, com somente dois pontos impróprios. A praia do Calhau foi analisada em três pontos, tendo apenas o trecho em frente ao Círculo Militar como impróprio. A praia do Olho d’Água está metade imprópria, onde há a elevatória I; e metade satisfatória, onde está a elevatória II. O Araçagy apresentou dois pontos satisfatórios e um impróprio, em frente ao bar do Capiau.

A principal causa apontada até agora para a poluição é o sistema de esgoto, segundo a superintendente de monitoramento da Sema e doutora em biologia marinha, Ana Tereza Lyra. Ela contou que há mais de dez anos têm-se na ilha uma despreocupação com o tratamento total do esgoto da cidade. Sem esse tratamento adequado, o destino dos dejetos humanos acaba sendo o mar. O efeito cumulativo desse processo gerou o que vemos hoje: níveis alarmantes de coliformes fecais, bactérias presentes nas fezes, o bastante para causar doenças em quem entra em contato por longo tempo com a água da praia. “Essa causa é atualmente tida como ‘oficial’. Pode haver outras causas ainda não detectadas, que também influenciam nesse processo, como casas jogando seu esgoto diretamente na água. O que se pode assegurar é que nenhum processo natural pode ser causa da poluição, é apenas fruto da ação humana”.

Ana Tereza apontou para um fator importante: as praias de São Luis fazem parte de uma baía. Sendo assim, a água contaminada fica “parada” na praia, sem haver uma vazão para o resto do oceano. Caso houvesse essa vazão, provavelmente não haveria poluição alguma na água. Ela disse também que a única alternativa que resta à Sema é alertar. A secretaria não tem a competência de interferir nesse processo de tratamento de esgoto, e não vem ao caso atualmente interditar qualquer praia. A solução será alertar, através de placas e mapas, a população que reside aqui, assim como os turistas. “A gente não pode proibir o cidadão de entrar na água. Cabe a cada um decidir se irá ou não. A Secretaria o alertará”, disse ela.
O estudo, que está sendo realizado em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), foi iniciado em 2009. A princípio o objetivo é o mapeamento, mas também pode acusar causas importantes para da poluição, e o que pode ser feito para prevenir a população. O estudo tem como limite uma identificação de até 1.000 coliformes fecais por cada 100 mL. Quando é constatado mais de 2.500 coliformes, a água é considerada imprópria.

Sinalização no Araçagi

O Araçagi, que nunca foi visto como perigo à saúde do banhista, teve pontos identificados como poluídos, e será sinalizado. As praias do Olho d’Água e Ponta d’Areia já receberam placas de alerta.

Para este ano, a Secretaria pretende estender as pesquisas até pontos em São José de Ribamar e Raposa. Por enquanto, as pesquisas estão sendo feitas apenas da Ponta d’Areia ao Araçagy. “Minha grande vontade é ver como evolui a balneabilidade de toda a orla ao longe de um ano”, declarou Ana Tereza.

Ponta d’Areia é a mais suja

Apesar das placas em locais impróprios, adultos e crianças banham despreocupadamente nesses trechos. Com uma das melhores paisagens marítimas da cidade, a praia da Ponta d’Areia tem quase toda a sua extensão considerada imprópria. Nos dias de nível de poluição mais crítico, já foram registrados casos de diarréia e mal-estar nos banhistas. Apenas dois pontos da praia foram considerados positivos: ao lado do Forte do Santo Antonio, e próximo ao hotel Brisamar. São pontos de difícil acesso aos banhistas. Resta a eles utilizarem os pontos mais comuns, como o trecho em frente à Laguna da Jansen.

Quando questionados, parte dos banhistas se mostraram indiferentes à ameaça de contaminação. Disseram saber do perigo que correm, mas também relataram não se importar. Ao contrário dos turistas entrevistados, que disseram ser mais precavidos em não deixar crianças banharem nas praias. Uma delas relatou até ter encontrado amostras na íntegra de fezes na areia. Ana Tereza respondeu que essas fezes encontradas são causa da irresponsabilidade dos freqüentadores, e não poderiam ser encontradas naquela forma por se diluírem facilmente na água. Completou que isso também ajuda na poluição.

Veja os pontos mais críticos
Ponto 01 - Local: Praia da Ponta da Areia (Ao lado do Forte do Santo Antônio). Condição: Satisfatória

Ponto 1.1 - Local: Praia da Ponta da Areia (Atrás do Praia Mar Hotel). Condição: Imprópria

Ponto 1.2 - Praia da Ponta da Areia (Atrás do bar do Dôdô). Condição: IMPRÓPRIA

Ponto 2.0 - Praia da Ponta da Areia (Grupamento de Apoio ao Banhista). Condição: Imprópria

Ponto 2.1 - Praia da Ponta da Areia (Em frente do Edifício Herbene Regados). Condição: Imprópria

Ponto 2.2 - Praia da Ponta da Areia (Em frente ao Hotel Brisa Mar). Condição: Satisfatória

Ponto 2.3 - Praia de São Marcos (Atrás do Bar do Chef). Condição: Satisfatória

Ponto 2.4 - Praia de São Marcos (Atrás da Barraca da Marcela). Condição: Satisfatória

Ponto 3.0 - Praia de São Marcos (Grupamento do Corpo de Bombeiros). Condição: Imprópria

Ponto 3.1 - Praia de São Marcos (Atrás do Bar Kallamazoo). Condição: Satisfatória

Ponto 3.2 - Praia de São Marcos (Na foz do Rio Calhau). Condição: Imprópria

Ponto 4.0 - Praia do Calhau (Círculo Militar). Condição: Imprópria

Ponto 4.1 - Praia do Calhau (Em frente à Pousada Tambaú). Condição: Satisfatória

Ponto 4.2 - Praia do Calhau (Atrás do Bar Malibu). Condição: Satisfatória

Ponto 5.0 - Praia do Olho d Água (Elevatória I da CAEMA). Condição: Imprópria

Ponto 6.0 - Praia do Olho d Água (Elevatória II da CAEMA). Condição: Satisfatória

Ponto 7.0 - Praia do Meio (Em frente ao bar do Capiau). Condição: Satisfatória

Ponto 8.0 - Praia do Araçagy (Em frente ao Fatima´s bar). Condição: Satisfatória

Ponto 9.0 - Praia do Araçagy (Em frente ao Biruta bar). Condição: Imprópria
Compartilhe
| Mais

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.